quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Vai coração

Alma tá distante hoje.

Cheia de saudade de uma pessoa que não conheci.
Isso me deixa triste, pensativo e cabeça baixa.

Não: não quero que um sentimento me domine,
tenho vários,
insolucionavéis,
intratavéis,
incomunicavéis.


Quero paz.
Quero sossego.

Quero dizer para alguém:

"Me dá aquele abraço,
sensato,
carinhoso,
sem cobranças,
sem choranças,
sem desconfiança,
cheio de esperança,
coisa de criança."


Às vezes certos abraços valem mais que beijos.
Abraços cobram um preço menor: o da dor de amar.

sábado, 5 de novembro de 2011

E agora?

E agora?

Tá feito. Saiu um peso dos ombros e vamos deixar a vida seguir em frente,
tentando,
falando,
querendo,
sonhando,
desejando,
esperando.

Talvez mais que isso: arriscando.

Não sei o dia de amanhã,
não sei o dia de hoje,
desconheço os próximos 5 minutos,
desconheço o que vento trará,
o que sol queimará,
o que a água do mar levará,
desconheço até se a Lua aparecerá:

só quero conhecer uma coisa...
um jeito de te...ah...
deixa para lá...

Segredo é sempre bom fazer mistério para contar...

terça-feira, 25 de outubro de 2011

De fora de mim...








Te vi no ônibus hoje e me parecia distante. Tem algo no seu olhar: um desejo incontrolável e um medo inaceitável. Não falta coragem e sim força de vontade,te vejo querendo, mas não basta querer.
Você olha, sente, quer, deseja, almeja e simples, desiste.
Olha seu objetivo na frente, mas tem medo de tentar, de sentir, de ver além. Quer fazer e não quer; minha opinião é que há um trauma, algo maior por trás. Algo que é inexorável, inalcançável, mensurável; eu não vejo como algo ruim, eu vejo como algo que você não sabe lidar, não sabe entender.
Entretanto, você não precisa entender, não quer entender, não aceita. É falta de amor? Sentimento?Talvez.




Ou talvez a simplicidade deles, o simples ver deles. Medo? Por que? Você tem medo de olhar, sentir, ver , admitir, sair desse orgulho voraz e que te corrompe.
AUFKLARUNG (esclarecimento): (a aula de comunicação pautando a ideia)
Que te falta par ele? É o que você busca todo dia? Sim, e isto você deve concordar.
Sua fisionomia tá mudando. Acertei no que eu disse? As mudanças estão se processando?



Chove agora. E a confusão contínua dentro da tua alma. Você ESTÁ fora. Você não quer nada. Eu não sei o que pensar de você.
Eu não sei o que esperar de você. De fora você tem qualidades: eu te vejo feliz, com potencial par a isso. De fora você não enxerga isso, em que moral você se encaixa.

Vi que você olhou em direção ao seu destino: você tem receio dela? Por que esse receio? Ela te surpreende, você aceita bem isso?



domingo, 23 de outubro de 2011

Está bem?

Está bem do jeito que está?
Está aceitando tudo que há, o que existe?

Está bem sabendo que precisa mudar, exige-se demais
e você fica nervoso por isso?

Sabe que a solução pode estar numa simples mudança de atitude?

Num simples achar matemático das coisas?

Num simples acreditar mais?

Não. A chave não está na resposta dessas perguntas

e Sim o que está atrás dessas respostas...

domingo, 9 de outubro de 2011

Pipa, sonho, amores e o improvável 5/5



Tudo começou no Rio, numa sexta com Rock in Rio e partiu Nordeste



Lá tinha muita coisa...Amigos, praia




Bar no meio da praia...


Teve hostel bom, com piscina e café da manhã f...



A galera que fez a viagem mais divertida



O trânsito que me fez perder o voo, mas com um jeitinho brasileiro deu tudo certo (dificuldade serve para ser superada com sorte)




Os almoços especiais e a coragem para seguir em frente



A hora da despedida, hora de pensar para quem, para o que eu tava voltando...


Último capítulo da jornada, o lual mais incrível que teve ( e o mais rápido também)



Ah...passou rápido:



video

Saudades demais...



video


Balada... e muita coisa lá..


video


Saudades....



video


Que venha a próxima viagem!

sábado, 8 de outubro de 2011

Pipa, amores, sonho e improvável 4/5








Vai uma caipirinha?




Cerveja e a noite de Pipa viriam. Aparecem pessoas mais que interessantes, parceiros(as) na viagem e no hostel.





( Bom lembrar o café da manhã...lá..)








Fomos beber (apoio médico requisitado no avião, não para mim ) até mais ou menos as 4 da manhã (isso na terça, na quarta isso se repetiria com nova parceria). Claro ressaca no outro dia...






Vem a quarta-feira. Dia de Brasil x Argentina. Pipa é cheio de argentinos (as) e foi bom estar lá, deveras bom. E praia do Amor antes, de manhã: sossego, futebol na praia, cerveja, sossego, até durmi (tinha umas meninas lá na barraca do lado, só tomando água de coco, sotaque mineiro). Ah deixei quieto porque tava (bebado). ..


Fomos embora e elas lá....Tibal do Sul viria a fechar o por do sol...


Não vou esquecer tão cedo...





Fim de tarde perfeito!




Serve esse mar aí?









video



Tibal do Sul







video



Tibau do Sul - o caminho...


Próximo post: as histórias mais engraçadas, as pessoas que fizeram a jornada diferente e a saudade...

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Pipa, sonhos, amores e o improvável 3/5


Essa é a hora dizer: to aqui...



Essa é a hora de dizer: te vi lá...




Tamos bem por aqui....



Essa é Pipa em suas nuances: a Lua lá atrás pequena.




Esse é o por do sol, de maravilhar e dizer: eu volto...




Essa é a hora de pensar na vida e dizer que estou com muita saudade....






Essa é a hora de dizer: mundo, para um pouquinho...




Te dizer: hoje bateu a saudade uai.
Bateu forte, não por simplesmente bater, porque bate mesmo.




Essa praça me lembra vocês, todos vocês, sem exceção.





Bateu daqui, porque o coração bate mesmo,
acelerado quando lembra daqui.




video





video

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Pipa, amores, amigos e o improvável 2/5





Cheguei lá em João PEssoa 3 da manhã. Cansado,70 reais de táxi, que claro paguei (área de instabilidade). Cheguei 4 da manhã no hostel. Dormi, café, praia. Veio o almoço com a Julia, uma amiga sensacional e sem igual. E UFPB de novo, lembra Deidy, Du, Jarbas e cia? O lugar das baladas do Enel 2010, almocei lá!







Aí apareceu Marcos Soncini, o companheiro de aventuras. Encontramos em João Pessoa, fomos para "night" em plena segunda. Nada! Praia pelo menos.




A tarde tinhamos ido ver ido ver o por do sol na praia do Jacaré com direito a Jurandir do Sax e uma menina linda tocando "Ave Maria"...confiram os vídeos no final do texto.




Esta é João Pessoa:






Terça de manhã, centro histórico de João Pessoa e embora para PAM PAM PAM PAM PIPA, RN!



Sensacional, incrível, o caminho já bonito por si só e sem hora para chegar. Quando chegamos começou a melhor parte das férias: o lugar mais incrível que já conheci! Cidade pequena, muito, mais muito turística. Opções para todos os bolsos, inclusive para o meu que estava um pouco quebrado.


video

Ficou curioso? Próximo post terá mais!


video

domingo, 2 de outubro de 2011

Pipa, amores, amigos e o improvável 1/5


É, deu tudo certo. Não sei muito descrever como está meu coração agora. Sei que ele está inconstante, feliz e triste, objetivo e subjetivo.
Aconteceu de tudo: começou com a minha primeira viagem de avião na vida! Rio de Janeiro, Ponte Aérea, com a grande Ana Paula Bezerra. Tive medo, agarrei na mão dela e fomos, tudo muito rápido. Descemos no Rio, almoço em Copacabana e o hostel mais "no sense" dos últimos tempos. Não tinha uma boa infraestrutura, nem banho quente, dois chuveiros, camas soltas numa casa de 1880 em Botafogo. A Paula não gostou também, mas praia e Rock in Rio salvaram também: almoçamos em Copa, por do sol na Lagoa e a noite na Lapa: rockeiros no lugar do funk/ samba.





Sábado tinha mais: Mariana Paz e Moreno Dantas juntaram-se a nós ( o avião tá partindo de Recife para casa...mais detalhes depois).
O Rock in Rio: depois de almoçamos num restaurante de um chinês (Prato Feito a 8 real) começou a maratona para chegar na Barra. Um ônibus até o terminal Alvorada e de lá mais um. Uma mega fila para entramos no show, mas passamos pela revista com bebida (Xiboquinha) e fomos para os shows: Nação Zumbi com Tulipa Ruiz, Milton Nascimento e chuva! (Eu e a Paula sem capa, Mariana esperta trouxe). Cortou meio o clima. (NX Zero tocava no outro palco, não vimos procurando capa). Detalhe: as comidas da mochila salvaram: se não fosse elas (Heineken no avião da Tam!). Não compramos cerveja no Rock in rio: fila para tudo.





A Paula ainda comprou comida no final. Chegaram os maiores shows: Capital Inicial, Snow Patrol e Red Hot. O Capital animou muito a galera e o Dinho Ouro Preto doido. Foi muito bom, sou fã e assumo! choveu: (torrencialmente). A Paula estressou, eu desencanei. MAriana emprestou a capa para Paula não congelar. Bom, faltava Snow PAtrol, ( que adormeceram a galera, era show para o dia do Skank/ Cold Play) mas tocara muito bem. Aí o pessoal se quebrou: muito cansaço da maratona. Vinha o Red Hot. A Paula viu pela TV numa loja.




Eu e Mariana firmes lá agora para um show incrível: Flea doido, Anthony mais ainda. Quem diria que o Dinho "Cara" foi foda! Valeu fila, tudo, fome e até a chuva! Começou a maratona de volta para Botafogo ( me separei da PAula/Mariana) mas deu tudo certo! Restava o domingo no Rio (voo só a noite). A Paula foi à tarde, encontrei com a Alzira, amiga de fé, para aquele acarajé em Ipanema. Bom te ver de novo! E a volta para o hostel: perdi a chave do cadeado do armário e duas horas para voar: que fiz?




Procurei ajuda e nada, Sarreufa Hostel só em último caso! Tive que arrumar um clip e abrir tudo num esquema ninja! E lá vamos para o Galeão correndo. Deu certo.



video



Próxima Parada: Jampa ou João Pessoa para os íntimos...próximo post!



video

(Fiz este texto no avião e acabou a folha, morrendo de medo. Agora vai de cabeça...)


quinta-feira, 7 de julho de 2011

Caminhos

Impressionante como os caminhos às vezes se explicam, se cruzam.
Num bombardeio impressionante de notícias, tormentas, ventos e palavras,
tudo parece ganhar mais sentido,
ou sentido algum.

Sentido esse pautado na solidão do ser,
(porque eu devo adorar essa palavra)

mas principalmente porque tudo não está fazendo sentido.

Sentido?
Desde quando sentido fez graça para você?

Sentido é regra, direção.
Você é obstinado, chato, obsessivo.

Não seria legal para você.

A questão é que ser obstinado tem um lado bom:
você luta muito pelo que quer.

Tem dúvidas.
Como qualquer mortal.

Mas talvez tenha as dúvidas certas:
não respondidas por desacertos do destino.

Destino bobo,
que você finge aniquilar em traços próprios.

Nos caminhos distantes,
da sua vida,
encarecem as fronteiras do amor e do pecado.

Encarece seu destino,
sua felicidade,
sua saudade de amar alguém de novo...

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Amores

Ah, de novo.

É bom, mas é perigoso.

É gostoso, mas sempre doloroso.

É insensato, timorato,

modesto, mas simples.

É amor?

Não sei: paixão antiga substitui nova?

Eu pretendo saber.

De algum jeito meu coração sempre

adormece

e volta


para entender

que só a sua vida

ganha sentido na minha.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

FEchando

Fase péssima.

Gostando de alguém que bem...

Todas as baladas e bem...

Problemas em casa...

Sei lá.

No meio disso tudo fiz algo bom.

Que bom ainda ser assim.

Mas não me reconheço.

Tenho alguma recompensa

ou não vejo nenhuma pela frente?

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Confiança

Vai dar tudo certo.

A energia.

O clima.

As sensações.

As variações.

O tempo.

A pessoa.

O lugar.

Tudo conspira!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Medo, sonho, dúvida

Medo,

de tentar.

Sonho,

de novo.

Dúvida,

de arriscar de novo.

Pareço a mesma pessoa que era,

não sou mais,

pareço a pessoa que queria ser,

mas não existo,

pareço ser quem eu não quero,

porque só posso ser isso.

Sei que posso,

sei que quero,

sei que vou tentar,

sei que posso sofrer,

sei que vou arriscar,

sei que faço isso tudo por você.

domingo, 12 de junho de 2011

Vida

Ah..vida.

Dia sempre cruel esse não?

Você finge que aceita,

que não luta contra,

mas não conta a seu favor.

Ah, vida.

Cheia de mistérios,

e quase nada de certezas.

A unica certeza é que paixões não são com você.

Você nunca está bem com elas.

É refém, sempre sequestrado pelo seu amor.

Ou pelo medo de libertar ele aqui dentro.

sábado, 4 de junho de 2011

Ego centro esquerdo escolha

Patético.

Ridículo.

Mas necessário.

Que vem na hora certa,

e na hora errada.


Ego, que insiste no orgulho,

insiste em não admitir,

em não querer amar,

em querer estar,

em querer tocar,

em querer você.

Escolha perigosa,

ter e não ter você.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Sexta

Diferente de outras?

Ou sempre condicionadas a esse orgulho que não leva a nada?

Orgulho mesquinho e simplesmente sem sentido.

Orgulho de não ser feliz.

DE mostrar que é humano,

tranquilo,

deixando o tempo levar.

Não, você não é tranquilo,

é sempre a próxima onda a quebrar,

forte,

de ressaca,


mas não entende que a felicidade tá ali na areia.



Passa por cima e volta para si mesmo,

porque tem medo de ser feliz.

domingo, 22 de maio de 2011

Duvida?

Duvida, dúvida, duvidar?

TE quero aqui, acolá

TE quero estar,

Te quero ser,

Te quero estar, de novo.

Te quero, não sei.

Te quero, talvez.


Sinceramente?

Abismo da alma que sai e que volta.

Alma que não sabe onde estar.

domingo, 15 de maio de 2011

Para ficar aqui

Hoje me passaram muitas coisas.

Passaram, que ontem, a noite ouvi coisas que me deixaram confuso de novo.

Passaram filmes, mesmos finais.

Será que sei como mudar isto?

Será que quero, que finjo que quero,

ou simplesmente meu medo é tão grande que disfarça tudo?

Acho que tenho medo de ser feliz,

de conseguir algo grandioso,

de ousar,

de pegar a felicidade por 5 segundos nos dedos.


Sinto que falta algo a mais aqui para

ter tudo isso.


Falta algo simples:

falta pouco,

mas falta o essencial.


Por trás do social,

do rodeado,

falta personalidade.

terça-feira, 10 de maio de 2011

De mentiras e verdades

De verdade: cansado.

De mentira: gostando de alguém.

De verdade: to dizendo a verdade.

De mentira: não esperava.

De verdade: quero muito dessa vez.

De mentira: não acreditava mais.

De verdade: não sei como agir.

De mentira: fácil, só chegar.

De verdade: todas as mentiras.

De mentira: todas as verdades.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Tempo dd

Faz tempo que não posto aqui pensando no meu coração.

Nas minhas incertezas,

pequenas mazelas incertas.

Queria mesmo é estar com alguém para ouvi-las,
não entendê-las.

Apenas para compartilhar,

tirar,

ou ressaltar essa sensação de estar com todo mundo

e não estar com ninguém além de mim.


Queria voltar a sonhar.

Gostar de alguém.

Mesmo com medo,

do receio de arriscar o que não é planejado.

Não sei: fazer mais do que andar de mão dada,

de uma acelerada,

num coração triste,

mas dócil.

Que anda ressabiado,

desconfiado e

desconfiando de que gosta de alguém...

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Silêncio

Fazia muito tempo que não me sentia realmente sozinho.

Com meus problemas, calado, triste.

E principalmente incrédulo.

Não acreditar, não sorrir, não animar.

Sei que é passageiro ou mais do que uma fase, uma prova,

me sinto perdido.


Me sinto distante,

oblíquo,

mais incerto.


Não sei com quem conversar,

com quem dividir dúvidas,

e até com quem arriscar.


Não é medo:

é uma sensação de vazio.


Que não vale a pena fazer o bem,

gostar de alguém de novo,

( me arrependendo de ter gostado de tanta gente).


Me sinto amargo

embora vivo.


Mas para estar vivo,

o coração precisa viver de novo.

domingo, 13 de março de 2011

Cansado

Certos dias parecem doer mais que outros

por talento, por saudade,

por tudo mais.


So que hoje percebi,

que meu coracao precisa mudar


precisa achar outro motivo pra viver.

Parece que so vive pelo outro

porque nunca viveu para si mesmo.

Nao sabe viver sozinho,

nao saber viver longe,

nao sabe se virar.


Sabe gostar do sonho,

do impossivel,

do inevitavel

e nao sabe gostar

de ser apenas um coracao.

terça-feira, 1 de março de 2011

Duvidas

Dúvidas estas que se multiplicam
conforme a música.

A música do vento.

Porque minha alma tem isso...
corre pelo cabelo das pessoas...
dá abraços..
beijos
mas não forma laços.

Entorta às vezes pelas monções
ilude corações
deixa cérebros em plantões
embora tudo isso seja apenas canções...


Do ar,
que vai e segue seu ciclo
sem se quer voltar ao mesmo lugar.

domingo, 9 de janeiro de 2011

Ontem

Ontem estava baixo,

mais baixo do que o normal.

Mas é como se tivesse o Sol

e a Lua

aqui dentro do coração.

Um aquece, fornece tudo de especial,

incrível,

inacreditável.

A outra,

ainda preciso descobrir

a beleza

da escuridão.

Lógico que por trás de tudo isso,

resta uma pessoa.

Pessoa que acredita

sempre

mas descobriu

que sonhos

são apenas sonhos.


Alguns deles.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Vai..

Vai pensamento:

some.

Use a nobre arte de sair

sem pedir

sem agredir

sem sentir

sem fugir.


Vai

e volta

para me

dizer


o que

fazer

o que

ser

o que

querer.

Quero loucuras,

quero sonhar,

quero beijar.


Quero tudo isso ao mesmo tempo.

E não quero nada:

é difícil

o coração tímido

vencer a razão valente.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

2011

Tão longe, tão longe, chegou.

"Foco, planejamento, planos não são nada
sem foco".

Ah, cansei de ter foco.

De sonhar os sonhos mais difíceis

e o preço deles é alto demais.

Mesmo para mim.

Que desafia tudo,

todos,

não gosta de clichês,

vive neles,

mas não se sente bem.

Na verdade, a verdadeira,

o clichê maior

não é capaz de enfrentar:

o clichê de amor próprio

e de desafiar seu único inimigo: você mesmo.